CONCURSO DA FAB ABERTO COM 289 VAGAS

FAB

A FAB (Força Aérea Brasileira) abriu processo seletivo para o curso de formação de sargentos da aeronáutica para o segundo semestre do ano de 2021. Para candidatar-se à seleção é preciso cumprir uma série de requisitos. Este artigo explicará de maneira objetiva as principais informações deste concurso.

Quais são as vagas?

O exame é nacional, ou seja, após a conclusão do curso o aluno poderá ser convocado para o serviço em qualquer localidade do país, conforme necessidade da instituição. Ao todo estão disponíveis 289 vagas dispostas conforme explicação abaixo.

  • Comunicações (16 vagas)

Atribuições: integrar o Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro, as comunicações aeronáuticas, militares e administrativas, operando e implantando sistemas, redes de comunicações e na segurança da informação;

  • Foto Inteligência (8 vagas)

Atribuições: executar atividades de reconhecimento de imagens e sinais eletrônicos, de geoprocessamento, de crítica, de vídeo e de inteligência operacional nas Unidades Aéreas e Comandos Operacionais. Operar sensores imageadores a bordo de aeronaves. Exerce atividades de cobertura fotográfica e identificação;

  • Guarda e Segurança (34 vagas apenas para candidatos do sexo masculino)

Atribuições: executar atividades de segurança e defesa das instalações, de pessoas e dignitários e serviços de operações especiais. É o responsável pelo adestramento físico e instrução militar inicial dos que ingressam na Aeronáutica;

  •  Eletricidade e Instrumentos (20 vagas)

Atribuições: cuidado e manutenção dos instrumentos de precisão de aviões, relacionados com motores, sistema de combustível, trem de pouso e níveis de voo;

  •  Estrutura e Pintura (10 vagas)

Atribuições: confecção e reparação de estruturas metálicas, serviços de tratamento anticorrosivo e pintura, bem como a manipulação de plásticos e similares em aeronaves e seus componentes;

  • Meteorologia (12 vagas)

Atribuições: coletar, registrar, analisar os parâmetros meteorológicos e transmiti-los, através de códigos e cartas prognosticadas, aos usuários da aviação, com a finalidade de propiciar segurança, eficiência e economia das operações aéreas;

  •  Suprimento (18 vagas)

Atribuições: zelar pelo controle e distribuição do material aeronáutico e de apoio logístico destinado à manutenção de aeronaves e equipamentos. Trabalha em unidades de suprimento de aviação, de intendência, de eletrônica e de material bélico;

  •  Informações Aeronáuticas (12 vagas)

Atribuições: coletar, selecionar e fornecer aos aeronavegantes as informações aeronáuticas necessárias à realização segura, eficiente e regular de seus voos. Também cabe a este especialista receber e processar as mensagens do Serviço de Tráfego Aéreo e mensagens referentes ao controle, fiscalização e cobrança, geradas pela operação de aeronaves;

  •  Bombeiro (10 vagas)

Atribuições: executar as atividades de prevenção, salvamento e combate a incêndio nos aeródromos e edificações do Comando da Aeronáutica;

  • Cartografia (4 vagas)

Atribuições: analisar, interpretar e confeccionar mapas e cartas aeronáuticas, utilizando-se de informações e imagens obtidas através de equipamentos computadorizados, fotografias aéreas, radar e satélites;

  •  Desenho (3 vagas)

Atribuições: exercer atividades principalmente nos setores de engenharia, arquitetura, estatística que compõem os serviços de infraestrutura e projetos nas diversas organizações militares da Aeronáutica;

  •  Eletromecânica (10 vagas)

Atribuições: responsável pela manutenção e reparos de viaturas, motores não aeronáuticos, grupos geradores, equipamentos, empilhadeiras, carros limpapistas, unidades rebocadoras de aeronaves, tratores e outros;

  •  Metalurgia (4 vagas)

Atribuições: exercer a função de torneiro-mecânico, fresador, retificador e soldador, podendo também ser inspetor de medição com a tarefa de verificar a dureza dos materiais, espessura de tratamentos superficiais e continuidade da matéria-prima;

  •  Controle de Tráfego Aéreo (128 vagas)

Atribuições: controlar o voo das aeronaves no espaço aéreo brasileiro, atuando em torres de controle de aeródromos, nos Centros de Controle e nos Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo.

Posso fazer esse concurso?

Para candidatar-se ao exame é necessário ser brasileiro, não ter filhos ou dependentes e não ser casado ou haver constituído união estável, ser voluntário, se menor de 18 anos de idade – estar autorizado por seu responsável legal – ter concluído o Ensino Médio com bom aproveitamento. Não ter menos de 17 anos e nem completar 25 anos até o dia 31 de dezembro de 2021. Além disso, é preciso que todos os candidatos estejam em dia com suas obrigações eleitorais e, os do sexo masculino, quites com as incumbências militares. O candidato que for militar da reserva não remunerada das Forças Armadas e Auxiliares, deve possuir histórico de bom comportamento e se militar da ativa, possuir graduação inferior a Terceiro-Sargento. Para as candidatas do sexo feminino: não estar a candidata grávida, desde a inspeção de saúde do processo seletivo até a data prevista para a matrícula no curso.

Quais são as principais etapas?

O exame será constituído por seis etapas. São elas:

Provas Escritas (caráter eliminatório e classificatório)

Serão compostas pelas disciplinas de língua portuguesa, língua inglesa, matemática e física;

Inspeção de Saúde (caráter eliminatório)

Fase em que os candidatos são submetidos à perícia médica com o objetivo de avaliar as suas condições de modo a comprovar não existir patologias ou características incapacitantes ou restritivas para a carreira, para o Serviço Militar nem para as atividades previstas para o Curso;

Exame de Aptidão Psicológica (caráter eliminatório)

As condições comportamentais são avaliadas de modo a comprovar não existir inaptidão para o Serviço Militar nem para as atividades previstas;

Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (caráter eliminatório)

As condições de resistência e vigor físico são avaliadas, por meio de exercício físico, de modo a comprovar não existir incapacitação para o Serviço Militar nem para as atividades previstas no curso;

Procedimento de Heteroidentificação Complementar (caráter eliminatório)

Fase exclusiva para os candidatos que, no momento da inscrição, se autodeclararam pretos ou pardos. É realizado pela Comissão de Heteroidentificação Complementar a fim de comprovar a veracidade da autodeclaração;

Validação Documental (caráter eliminatório)

Fase de análise e conferência da documentação prevista para matrícula no curso.

Todos os aprovados dentro do número das vagas serão convocados para o Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS). O CFS tem duração total de 2 anos e é ministrado em regime internato na Escola de Especialistas de Aeronáutica, em Guaratinguetá – São Paulo. Durante o período do CFS, o aluno passará a situação de Praça Especial e receberá assistência médico-hospitalar e dentária, alimentação, alojamento, fardamento e o valor de R$ 1.066,00 mensais. Fica a critério da Diretoria de Administração do Pessoal (DIRAP) a promoção à graduação de Terceiro-sargento àqueles alunos que concluírem o CFS com bom aproveitamento e conforme necessidade da FAB. A remuneração passa a R$ 3.800,00 acrescidos de adicionais militares atingindo em torno de R$ 5.000,00.

INSCRIÇÕES

Ficou interessado? Você pode realizar a inscrição no site da Aeronáutica até as 15h do dia 26 de agosto de 2020. Confira maiores informações no edital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *